Você conhece a história do sorvete?

Você conhece a história do sorvete?

por | jul 1, 2021

Qual a origem do sorvete?

A história do sorvete começou há milhares de anos e, na verdade, tem várias versões diferentes.

Existe uma história do sorvete que conta que o imperador romano Nero I mandava seus escravos buscarem gelo nas montanhas de Roma para ele comer com neve e sucos, e coberturas de frutas e mel. Era uma sobremesa típica da elite da época.

Mas a história do sorvete mais próximo do que conhecemos hoje vem lá da China, datada de mais de 4.000 anos. 

Eles faziam uma sobremesa à base de leite e arroz e misturavam com gelo. Essa junção ficou muito boa e se popularizou, mas até então, apenas pela nobreza da época, já que leite era uma mercadoria muito cara. O sorvete chinês era conservado até o verão em câmaras frigoríficas subterrâneas. 

A história do sorvete no resto do mundo começa em 1271. O veneziano Marco Polo fez uma viagem até a China, onde teria encontrado grande variedade de cremes congelados de frutas. 

Ele levou a receita do sorvete para a Itália, mas permaneceu um segredo até meados do século XVI, quando foi levada para Paris por cozinheiros de Catarina de Médici, a esposa do rei da França, Henrique II, que introduziram a novidade na corte francesa. A neta de Catarina de Médici teria levado a receita para a Inglaterra ao se casar com o rei Carlos I.

Dessa forma, o sorvete foi se espalhando cada vez mais pela Europa e, não muito tempo depois, por todo o mundo!

Essa é a história do sorvete, mas e sobre a primeira sorveteria que existiu? Ela surgiu em 1660, quando o siciliano, Procopio Coltelli, abriu, em Paris, um café que vendia sorvetes. Foi um sucesso enorme e, seis anos mais tarde, já existiam mais de 250 fabricantes de sorvete na capital francesa. 

Na história do sorvete, foram surgindo vários tipos de sorvete com novas receitas, ingredientes e sabores diferentes.

Mas a produção do sorvete não era fácil, principalmente pela falta de tecnologia da época. 

Só em 1851 que um leiteiro americano, chamado Jacob Fussel, abriu em Baltimore, Maryland, a primeira fábrica de sorvetes nos Estados Unidos. Ele foi o primeiro da história do sorvete a produzi-lo em grande escala e o negócio se expandiu em todo o país. 

E qual é a história do sorvete no Brasil?

A história do sorvete por aqui começa por volta de 1834, quando um navio mercante americano, vindo de Boston, chegou à cidade do Rio de Janeiro trazendo 270 toneladas de gelo em blocos, justamente para fazer sorvete.

Esses blocos foram armazenados com serragem em depósitos subterrâneos e conservados por aproximadamente cinco meses. Não era possível conservar esse produto depois de pronto, então as sorveterias anunciavam quando as vendas iam começar.

As pessoas faziam filas para experimentarem a novidade, era uma verdadeira festa na cidade.

Por décadas da história do sorvete, a produção no Brasil era artesanal. Só no ano de 1941 que o sorvete começou a ser comercializado em escala industrial, quando a empresa U.S. Harkson se instalou no Rio de Janeiro. A partir daí, essa iguaria só se popularizou cada vez mais.

Essa é a história do sorvete no Brasil, uma sobremesa que até hoje todo mundo ama, né? Quem resiste a um sorvete geladinho num dia de verão? Atualmente a produção ficou bem mais tecnológica, rápida e diversificada. Existem dezenas de tipos de sorvete disponíveis no mercado, desde sabores bem clássicos, como chocolate e morango, até uns bem diferentes, mas que agradam todas as idades! Como os daqui da Qimel Sorvetes!

Ah, e complementando a história do sorvete, sabia que existe um dia do sorvete no Brasil? A data foi criada em 2002 pela ABIS (Associação Brasileira das Indústrias de Sorvete) e é propositalmente comemorada no dia 23 de setembro, porque é o período onde se consome mais sorvete: é bem no fim do inverno e início de uma temporada mais quente por aqui.  

Mas e o picolé?

Dentre os tipos de sorvete nós não podemos esquecer o picolé. A origem dele foi, na verdade, por acaso. Mas não apenas isso: ele foi inventado por uma criança!

É isso mesmo, o picolé foi criado pelo americano Frank Epperson, em 1905, quando ele tinha apenas 11 anos. Ele esqueceu um copo de suco com uma colher no quintal de casa, numa noite muito fria da cidade de São Francisco. De manhã, ele acordou e descobriu que o suco tinha congelado, e a colher presa no copo. Era um gelo com sabor de frutas. 

Isso virou sucesso entre os amigos do menino, mas foi só em 1923 que ele decidiu apresentar a receita numa festa. E aí ele decidiu começar a comercializar esses tipos de sorvete.

O picolé foi batizado de “eppsicle”, um trocadilho com o sobrenome de Frank e a palavra icicle, que significa pingente de gelo. Os filhos de Epperson chamavam o picolé de “pop’s sickle” (algo como “gelo do papai”). Aí ele decidiu mudar o nome e patentear o Popsicle em 1924. 

Com o passar do tempo, o picolé foi sendo aprimorado com técnicas mais tecnológicas para garantir um sabor mais consistente e uma estrutura mais resistente ao derretimento.

Independentemente dos tipos de sorvete, esse doce é tão gostoso e único que até hoje é o preferido de muita gente. Não há quem resista!

Na Qimel Sorvetes, nós temos uma variedade incrível de sabores. E são todos feitos com máxima qualidade, cremosidade e muita dedicação.

Outras Postagens